segunda-feira, 12 de maio de 2008

“AMIGOS ”, Por Jaciara Aquino

"A vida não é feita de ensaios, não podemos errar e passar a limpo. Então é melhor errar tentando acertar do que não arriscar... Assim é a vida!"


Será que é preciso formar textos para dizer quem somos? Talvez dessa forma seja mais fácil repassar para os outros o que queremos que saibam de nós. Com as palavras temos o poder de argumentar a nosso favor, então podemos usá-las para convencer alguém que somos legais, amigos, honestos, verdadeiros, dignos e humanos. Porém, dessa forma, não demonstramos nossos defeitos e falhas a que naturalmente nos são impostos. É necessário e essencial que estes defeitos e falhas sejam de conhecimento dos outros, já que estes outros devem nos aceitar como verdadeiramente somos... Não quero dizer para meus amigos quem sou eu, como me comporto, o que gosto e o que não gosto de fazer... Quero simplesmente que eles sejam meus amigos, que reciprocamente nossos defeitos e qualidades possam permear nossa convivência por meio de uma amizade sincera... Que nosso círculo de amizade seja forte e incapaz de ser quebrado com coisas sem importância que só atraem pontos negativos... Assim, deixo a cargo dos meus reais amigos dizerem como de fato sou, sei que "eles" saberão me definir apesar de nunca me decifrarem por completo, pois cada um de nós tem muitas qualidades e defeitos tão discretos que chegam a passar despercebidos.
Depois de tudo isso, posso dizer que antes de qualquer coisa sou um ser humano normal, choro, canto, me alegro, fico triste, tenho dias maus, tenho mau humor, as vezes deixo minha delicadeza de lado e parto para a ignorância, mas, antes de mais nada, apesar de ser muito orgulhosa, sei pedir desculpas e baixar a cabeça quando erro, assim como espero um pedido de desculpas quando sei que estou certa. Amo... Sou apaixonada... Pela minha vida e por tudo de bom que ela coloca em meu caminho. Acredito na existência de um ser superior e é a ele que agradeço por todos os passos que dou, por todas as vitórias e por todos os tropeços que aparecem na minha caminhada... Tenho uma família maravilhosa, amigos verdadeiros, uma pessoa muito especial ao meu lado... Enfim... Sou feliz do jeito que sou e agradeço pelo que sou, porque não busco o impossível, e, sim, vivo verdadeiramente o que os sonhos da vida me fazem viver.

Um comentário:

Adriano disse...

Parabens pelo artigo, muito interessante e um pouco autobiografico - o que nem de longe tira a assecia - e num somos todos um pouco Jaciara? Parabens mais uma vez. Parabens ao blog pela ótima aquisição, so vem a enriquece-lo.
Abraço